Pode parecer simples, mas a previdência privada é algo que demanda algum conhecimento, para se evitar alguns erros que podem ser cometidos na contratação do produto. Assim, alguns profissionais do mercado podem lhe ajudar nessa tomada de decisão. Dentre eles temos:

Gerente de banco

Praticamente todas as pessoas que querem começar a investir em um plano de previdência privada já possuem uma conta bancária. Portanto, a convivência com um gerente de banco já é conhecida pelo cliente. Em grande parte, estes profissionais possuem conhecimento sobre os planos de previdência e podem informar os clientes sobre as características dos planos, porém, não é incomum encontrar pessoas com planos de previdência PGBL contratadas no banco e que fazem a declaração simplificada de IR, ou que já tem o produto contratado a mais de 10 anos e estão na tabela progressiva, ou que contrataram uma previdência e tem um horizonte curto de investimento.

Em geral, os gerentes possuem muitas outras funções e acabam com pouco tempo para se dedicar aos investimentos dos clientes. Os gerentes jamais irão oferecer produtos que não estiverem dentro de sua plataforma, e consequentemente, não estiverem ligados ao banco. Ou seja, existe a possibilidade de contar com uma quantidade de produtos bem limitada.

Por mais que haja certa facilidade de acesso ao manter um plano de previdência junto da sua conta corrente, muitas vezes, esta comodidade pode não valer a pena para o investidor.

Corretoras

Nas corretoras independentes existem melhores alternativas para buscar o seu plano de previdência. Por meio delas, qualquer pessoa tem acesso a produtos diferenciados, com taxas inferiores e com segurança similar aos planos de previdência oferecidos pelos grandes bancos. Corretoras contam com “assessores de investimentos” espalhados por todo o Brasil, que podem auxilia-lo na sua escolha, junto a uma ampla oferta de produtos financeiros diferenciados.

Planejador Financeiro (CFP)

A previdência privada é uma das formas para a construção de uma aposentadoria mais tranquilas. Fazer um plano, às vezes, não é o suficiente. Fazer por fazer, porque ouviu que investir em um plano de previdência é uma boa, não é a solução. Se você necessita de uma orientação mais profunda e acredita que investir na sua aposentadoria é fundamental, você deveria conhecer o planejador financeiro CFP (Certified Financial Planner).

Trata-se de um multiespecialista, com visão estratégica e conhecimentos de investimentos, gerenciamento de riscos, previdência complementar, seguros, planejamento financeiro, fiscal e sucessório. O Planejador financeiro CFP, avalia os objetivos, expectativas e necessidades de cada cliente visando desenvolver, apresentar e executar estratégias adequadas ao perfil do cliente.

Por isso, a presença de um planejador financeiro é importante e pode trazer diversos benefícios para a construção da sua aposentadoria.